Em tempos de crise econômica a concorrência por vagas de emprego é muito grande, e por conta disso, tornar o seu currículo mais atraente pode ser um grande diferencial na disputa com outros candidatos.

1. Objetivo 
Descreva em uma ou duas frases, customize de acordo com cada candidatura, e lógico alinhado sua experiência ao perfil da vaga que está se candidatando, ter um currículo alinhado com as palavras chaves do momento, é fundamental!

2. Autoavaliação
Não se autoavaliar, elimine o polêmico campo “habilidades” “competências”, guarde para falar delas num encontro presencial.

3. Faça um vídeo 
Junte a seu currículo uma apresentação em vídeo de no máximo 3 minutos, escreva, leia várias vezes até conseguir falar sem ler, um roteiro simples e objetivo, que resuma bem quem você é, isso facilita a avaliação do recrutador sobre o “match” entre o candidato e a vaga, uma excelente oportunidade do candidato mostrar seu potencial, com o objetivo de fazer o recrutador interessar pelo seu perfil e te chamar para a próxima etapa!

4. Experiência Profissional
Quem tiver números e dados como, por exemplo, o portfólio de clientes dobrou 50% através de ações que você participou, cite os projetos relevantes que criou, atuou e implementou. As metas e conquistas alcançadas são mais importantes que suas responsabilidades.

5. Rede Social Empresarial
Tenha um Linkedin atualizado, com postagens feitas por você, não compartilhadas, informações de projetos sociais, voluntariado que participou, comentários pertinentes em postagens de outras pessoas, peça seus contatos que trabalharam, estudaram com você para fazerem recomendações suas no Linkedin, e por fim inserir no seu currículo o URL do seu perfil para que seja mais uma ferramenta de avaliação do recrutador.

Sobre a autora:
Mônica Josiane tem significativa experiência na gestão de desenvolvimento organizacional. Profissional com 20 anos de atuação na área de Recursos Humanos, com ênfase em Business Partner. 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Pular para a barra de ferramentas