Em tempos de “pandemia” difícil é estar confinado. Na verdade, esta condição não foi designada a nenhum ser, embora nós seres humanos façamos isto com os animais, talvez estejamos colhendo o que plantamos há centenas de anos.

Fato é que não há nada na vida que não se possa obter um bom proveito, assim já dizia o Jesus dar é melhor do que receber. Sigamos, portanto, este sábio conselho, se por um lado estamos voltados para as consequências de um isolamento social, aproveitemos a ocasião para pensar naqueles que neste momento necessitam de algum tipo de atenção, certamente seremos úteis para alguns e generosos a nós mesmos.

Uma coisa é certa, nada nesta vida é em vão, temos tanto a pensar, tanto a ajudar, tanto a amar. Essa é a verdadeira questão: Por que chorar se podemos estender a mão?

Dias melhores virão, mas quem sabe o lugar? Onde iremos estar? Talvez em um próximo ano na mesma direção ou quem sabe na precisão?

Não subestimemos o acaso, pois nada acontece por acaso – vale a reflexão.

Por isso, não tenha medo de se expor e estenda a mão, seja sensível às adversidades, doador do bem e amigo da misericórdia, seja amável com as pessoas, talvez um dia precises também.

Uma coisa é certa, o fruto do que semeamos hoje colheremos num futuro, em breve. Nada é em vão

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Pular para a barra de ferramentas